A criação do mundo


Cuba

Fidel sai de uma cena que já havia abandonado, e as alvíssaras ecoam pela blogosfera lusa, ufana da liberdade universal e de um sistema de harmonia auto-regulada aplicado a todo o mundo. Ora, parece evidente que o regime de Cuba, com toda a propriedade castrador e esclerosado, não presta. Uma revolução que triunfou enquanto quintal distante da União Soviética, que resistiu em quase asfixia ao fim da Guerra Fria e recebe algum oxigénio pago pelo petróleo do amigo Chávez, tem fracas perspectivas de sobrevivência. Mas a alegria generalizada é um disparate. Passo a passo, a ilha tenderá a ser, de novo, um quintal dos Estados Unidos. O Capitólio mantém-se, orgulhosamente, de pé, e todos os sucedâneos de Michael Corleone estão à espreita para recuperar o que julgam ter sido deles por direito divino. Quanto aos cubanos, ficarão sempre na merda, talvez com mais coca-colas, hamburguers e neon lights importadas de Vegas.

Etiquetas: , ,

4 Responses to “Cuba”

  1. # Blogger Leonor Barros

    Voltei para dizer que também gosto muito da foto :-)  

  2. # Blogger POS

    Pois... mas esta não é minha, apenas lhe dei um jeitito no photoshop :-(  

  3. # Blogger av

    Infelizmente, acho que tem toda a razão. Cuba está condenada a ser sempre o quintal de alguma potência, de tão enfraquecida que está. E é pena.  

  4. # Blogger Eduardo Jai

    Gostei de conhecer o teu espaço onde aterrei não vindo de Cuba mas depois de uma curva na estrada dada a uma velocidade menos conveniente.

    um dia BOM.  

Enviar um comentário



© 2006 A criação do mundo | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.